Publicado em 04/01/2017 às 09h44.

Otto diz que entregar cidade a Momo pode. A Deus dá rebu

O prefeito de Guanambi, Jairo Magalhães (PSB), derrotou o ex-governador Nilo Coelho e virou notícia ao publicar no Diário Oficial do Município o primeiro dos dez decretos

Levi Vasconcelos
Foto: Bruno Ricci / GOVBA
Foto: Bruno Ricci / GOVBA

 

O senador Otto Alencar saiu em defesa do prefeito de Guanambi, Jairo Magalhães (PSB), de quem é amigo:

— Nos carnavais entregam as cidades a Momo, Manaus está entregue aos bandidos, o Rio entregue a perdulários e bandidos. Por que esse rebuliço todo quando alguém entrega a Deus? Não dá para entender.

O caso: o novo prefeito de Guanambi virou sensação em outubro ao derrotar o ex-governador Nilo Coelho e agora de novo, ao publicar no Diário Oficial do Município o primeiro dos dez decretos que assinou no primeiro dia de governo, entregando “A chave da cidade ao Senhor Jesus Cristo”, no qual diz que Deus manda em Guanambi e cancela qualquer pacto com outras entidades espirituais.

O Ministério Público ameaçou acioná-lo por achar que o preceito constitucional do Estado laico foi ferido. Jairo anulou o decreto e pediu desculpas. Nem por isso deixou de ser a piada nacional do dia.

Levi Vasconcelos

Levi Vasconcelos é Jornalista político, Diretor de Jornalismo do Bahia.ba, e titular da Coluna Tempo Presente do Jornal A Tarde.