Publicado em 17/10/2017 às 21h40.

Parte de investigação sobre Geddel volta à Justiça Federal de Brasília

Voltou à Justiça Federal de Brasília parte da investigação sobre Geddel que apura o crime de corrupção por desvios na Caixa Econômica Federal

Redação

 

Foto: Divulgação/PF
Foto: Divulgação/PF

 

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), encaminhou ao primeiro grau da Justiça Federal, nesta terça-feira (17), parte das investigações sobre o ex-ministro Geddel Vieira Lima.

Segundo o Estadão, Fachin decidiu remeter o crime de corrupção por desvios na Caixa Econômica Federal. Já a suspeita do crime de lavagem de dinheiro – que envolve a descoberta dos R$ 51 milhões em dinheiro vivo – foi mantido na Corte.

Na justiça de primeiro grau, as investigações tendem a tramitar de forma mais rápida do que no STF. Com o desmembramento por crimes, Geddel fica na mira de investigações tanto no Supremo como na Justiça de primeiro grau.

Geddel está preso desde o dia 8 de setembro, assim como Gustavo Ferraz, que admitiu ter levado uma mala de dinheiro a Salvador a pedido do ex-ministro.