Publicado em 23/06/2018 às 18h30.

Partidos gastam só 3,5% de fundo público com mulheres

Atual legislação obriga siglas a transferir mínimo de 5% a políticas femininas

Redação
Foto: Pedro Ladeira/FolhaPress
Foto: Pedro Ladeira/FolhaPress

 

As ações voltadas para mulheres representaram apenas cerca de 3,5% dos gastos dos partidos políticos no ano passado.

A pesquisa é da Folha, com dados analisados a partir do Sistema de Prestação de Contas Anuais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Um artigo adicionado em 2015 à lei dos partidos políticos obrigou as agremiações a repassar um mínimo de 5% do fundo partidário para as secretarias da mulher, que deve custear programas de promoções e difusão da participação política feminina.

A legislação, porém, também prevê que esses recursos possam ser reversados para as eleições – razão que os partidos consultados pela Folha apontaram para justificar por que não gastam o mínimo de 5% com mulheres.

 

Temas: mulheres , recursos , TSE