Publicado em 17/05/2018 às 10h38.

PF conclui que Gleisi Hoffmann recebeu dinheiro da Consist

Segundo a Veja, a senadora, o marido, assessores e o escritório do advogado Guilherme de Salles Gonçalves receberam R$ 7 milhões do Fundo Consist em um período cinco anos

Redação

 

Foto: Geraldo Magela/ Agência Senado
Foto: Geraldo Magela/ Agência Senado

 

Após mais de dois anos de investigação, a Polícia Federal (PF) concluiu que a presidente nacional do PT, a senadora Gleisi Hoffmann, se beneficiou de dinheiro desviado em contratos do Ministério do Planejamento, que era ocupado por seu marido, o ex-ministro Paulo Bernardo.

A revista Veja informou que teve acesso ao relatório final do inquérito, que tramita sob segredo de Justiça no Supremo Tribunal Federal (STF).

A senadora, o marido, assessores e o escritório do advogado Guilherme de Salles Gonçalves, que representava o casal, receberam R$ 7 milhões do Fundo Consist em um período cinco anos. Segundo a PF, as condutas de Gleisi podem configurar corrupção passiva, lavagem de dinheiro e crime eleitoral.