Publicado em 08/11/2018 às 07h34.

PF cumpre dez mandados de prisão contra deputados ligados a Sérgio Cabral

Políticos suspeitos de envolvimento no esquema de corrupção do ex-governador do Rio de Janeiro

Alexandre Santos
Foto: Polícia Federal/ Divulgação
Foto: Polícia Federal/ Divulgação

 

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (8) a Operação Furna da Onça para prender dez deputados estaduais da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro envolvidos no esquema de corrupção do ex-governador Sérgio Cabral (MDB), preso há quase dois anos.

A ação também mira um secretário da gestão Luiz Fernando Pezão (MDB) e um deputado federal do MDB eleito neste ano.

Sete deputados estaduais são alvo pela primeira vez das investigações. Os demais são os deputados afastados Jorge Picciani, Paulo Mello e Edson Albertassi, todos do MDB, presos há quase um ano na Operação Cadeia Velha.

Segundo a PF, foram expedidos no total 22 mandados de prisão e 47 de busca e apreensão.

De acordo com informações da Folha de S. Paulo, a nova investigação sobre a Alerj tem como uma de suas bases a delação premiada do economista Carlos Miranda, espécie de gerente da propina arrecadada por Cabral. Ele era o responsável por administrar todos os recursos ilegais obtidos pelo emedebista.

Mais notícias