Publicado em 13/06/2018 às 10h10.

Plano de Mobilidade é aprovado pela Comissão de Finanças da CMS

A líder da oposição na Casa, Marta Rodrigues (PT) expôs, em separado, os votos contrários às duas propostas, sendo seguida pelo vereador Uziel Bueno (Podemos)

Matheus Morais
Foto: Jefferson Peixoto/ Ag. Haack/ bahia.ba
Foto: Jefferson Peixoto/ Ag. Haack/ bahia.ba

 

Dois projetos de lei importantes para o governo de ACM Neto (DEM) foram aprovados pela Comissão de Finanças, Orçamento e Fiscalização da Câmara de Salvador por 4 votos a 2: o Projeto de Lei Complementar (PLC nº 01/18), que altera gratificações e outros dispositivos de interesse dos servidores municipais, e ao Plano Municipal de Mobilidade Urbana – Planmob (PL nº 79/2018).

A líder da oposição na Casa, Marta Rodrigues (PT) expôs, em separado, os votos contrários às duas propostas, sendo seguida pelo vereador Uziel Bueno (Podemos).

Contudo, a maioria seguiu os relatórios apresentados na última terça-feira (5) pelo presidente da Comissão de Finanças, vereador Tiago Correia (PSDB). Alfredo Mangueira (MDB), Felipe Lucas (MDB), e Kiki Bispo (PTB) votaram a favor das duas propostas.

“São dois projetos importantes e, apesar desse calendário da Copa do Mundo e do São João, estamos acelerando ao máximo as tramitações e votações. Sabemos que também temos as eleições agora no segundo semestre, mas acredito que vamos conseguir manter nossas atividades num ritmo bom”, disse ao bahia.ba o presidente da Casa, Leo Prates (DEM).

A previsão de votação do PLC nº 01/2018 é para a próxima segunda-feira (18), enquanto o Plano de Mobilidade Urbana deve ser apreciado em plenário no dia 4 de julho. Antes, o Planmob passa pela apreciação da Comissão de Transportes.