Publicado em 23/03/2019 às 10h46.

Precisa passar ‘menos tempo cuidando do Twitter’, diz Maia sobre Bolsonaro

Líder da Câmara dos Deputados afirmou que presidente da República tem que concentrar esforços na reforma da Previdência

Redação
Foto: Bahia.ba
Foto: Bahia.ba

 

A relação entre Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Jair Bolsonaro (PSL) segue estremecida. Em entrevista ao Jornal Nacional desta sexta-feira (22), Maia comentou sobre o mal-estar e cutucou o presidente da República. Ele afirmou que o capitão reformado precisa dedicar “mais tempo” para a reforma de Previdência, e “passar menos tempo cuidando do Twitter”.

Em viagem ao Chile, Bolsonaro disse estar disposto a conversar com o líder da Câmara e fez uma analogia em que compara a situação com a de um relacionamento amoroso: “Só conversando. Você nunca teve uma namorada? E quando ela quis ir embora o que você fez para ela voltar, não conversou? Estou à disposição para conversar”.

Sem gracejos, Maia dispensou um “almoço” e reforçou que não tem necessidade de “voltar a namorar”, mas que é necessário que Bolsonaro assuma o seu “papel institucional” e converse com os partidos para articular a reforma.

“Eu não preciso almoçar, não preciso do café e não preciso voltar a namorar. Eu preciso que o presidente assuma de forma definitiva o seu papel institucional, que é liderar a votação da reforma da Previdência, chamar partido por partido que quer aprovar a Previdência e mostrar os motivos dessa necessidade”, disse o democrata.

Os ânimos ficaram exaltados, principalmente, desde que o filho do presidente, Carlos Bolsonaro, rebateu por meio de post no Twitter, as críticas do líder da Câmara ao pacote anti-crime do ministro Sérgio Moro na última quinta-feira (21). “Porque o presidente da Câmara anda tão nervoso?”, indagou Carlos.