Publicado em 13/10/2017 às 07h30.

Processos de Lula no Distrito Federal tramitam em ritmo lento

Neste mês, um dos processos em que o ex-presidente é réu no DF completa um ano de tramitação, e ele ainda não foi ouvido

Redação
Foto: Clara Rellstab/bahia.ba
Foto: Clara Rellstab/bahia.ba

 

Na Justiça Federal de Brasília, onde está a maioria dos processos do ex-presidente Lula, o ritmo é mais lento do que na Lava Jato paranaense e não dá sinais de desfecho de seus casos tão cedo, de acordo com o jornal Folha de S. Paulo.

Neste mês, um dos processos em que o ex-presidente é réu no DF completa um ano de tramitação, e ele ainda não foi ouvido. Em comparação, em um dos três casos do petista com Sergio Moro, a respeito da Odebrecht, a Justiça ouviu mais de 60 depoimentos de testemunhas de defesa de maio a julho –a audiência com o réu ocorreu em setembro.

O processo penal de Lula há mais tempo em tramitação, sobre a suposta compra do silêncio do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, está no Distrito Federal e começou a tramitar em julho de 2016. Nesse caso, já há um entendimento do Ministério Público Federal pela absolvição do ex-presidente, mas não há previsão para sentença. Ele prestou depoimento como réu em março.

O petista é réu em sete ações penais – quatro em Brasília e três no Paraná. Em setembro, ele foi denunciado em outros dois casos pela Procuradoria-Geral da República, mas a Justiça ainda não decidiu se abre as ações. A defesa nega todas as acusações.