Publicado em 12/10/2017 às 10h30.

Procurador afastado acusa advogado de traição ao defender Joesley

Vilella acusa Bottini de ter usado informações confidenciadas a ele na condição de seu advogado logo após ser preso

Redação
Foto: Reprodução/ TV Câmara
Foto: Reprodução/ TV Câmara

 

O procurador afastado Angelo Goulart Vilella apresentou uma notícia-crime contra o advogado Pierpaolo Bottini por renunciar à sua defesa para atender o empresário Joesley Batista, da JBS, que o havia delatado.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, Vilella acusa Bottini de ter usado informações confidenciadas a ele na condição de seu advogado logo após ser preso, em maio, em favor de Joesley, cuja defesa o criminalista assumiu dias depois.

A peça foi recebida pelo Ministério Público do Distrito Federal em 27 de setembro e, segundo a assessoria do órgão, está em análise pela promotoria, que pode levá-la adiante e instaurar inquérito, ou arquivá-la se não considerar a acusação procedente.

Bottini disse “desconhecer a acusação e vê com surpresa as ilações”.