Publicado em 18/12/2017 às 16h42.

Rocha diz desconhecer orientação do PT de votar contra projeto do IPTU

Vereador disse que a bancada se comprometeu a liberar vereadores caso sua emenda fosse acatada

João Brandão
Foto: Jefferson Peixoto/ Ag. Haack/ bahia.ba
Foto: Jefferson Peixoto/ Ag. Haack/ bahia.ba

 

O vereador de Salvador Moisés Rocha (PT) disse desconhecer a recomendação da executiva municipal da sigla de votar contra o projeto de lei, de autoria do Executivo Municipal, que reajusta os Valores Unitários Padrão (VUP) de terrenos e construções – uma das bases de cálculo do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

Em entrevista ao bahia.ba, na tarde desta segunda-feira (18), o petista disse esperar que “não ocorra os mesmos erros de antes” com o partido.

“No Parlamento é um local onde você dialoga, busca [resolver] o que está ruim. No momento existe dificuldade para alguns lados. Existe uma demanda reprimida dos clubes sociais que eu defendo há muito tempo. Se mantiver [minha emenda], a probabilidade é de que eu esteja votando [a favor]”, admitiu.

De acordo com o edil, a própria bancada do PT na Câmara Municipal se comprometeu a, “caso minha emenda fosse liberada, liberar os vereadores”.

De acordo com o vereador Henrique Carballal (PV), líder do governo na Câmara, foi acatada uma emenda de Moisés que irá reduzir em 90% o IPTU dos clubes sociais. A concessão interessa ao Sindicato dos Petroleiros, ao qual o petista é ligado politicamente.