Publicado em 28/12/2018 às 10h54.

Rui começa anunciar o secretariado segunda

O foco principal é manter unida a base, que tem como principais aliados fora da esquerda o senador Otto Alencar (PSD) e o vice João Leão (PP)

Levi Vasconcelos

Rui Costa vai anunciar segunda, entre os seus 23 secretários, os que vão ficar. Não é lá muita gente. Manoel Vitório (Fazenda), André Curvelo (Comunicação) e Fábio Vilas-Boas (Saúde) são favas. Ficam.

Bruno Dauster, hoje na Casa Civil; e Cícero Monteiro, na Chefia de Gabinete; têm boas chances de permanecer, mas noutras funções. E Walter Pinheiro (Educação), uma área que é da cota pessoal do governador, deve ficar pelo menos mais um tempo, até porque Rui não tem outro nome.

Conversas

Rui já vem conversando com os partidos aliados. Aliás, mais ouvindo os pleitos de cada um. E até agora não bateu o martelo com ninguém (ao menos que se saiba).

Vai soltar os nomes a partir de janeiro, progressivamente, na medida em que for resolvendo cada caso. O foco principal é manter unida a base, que tem como principais aliados fora da esquerda o senador Otto Alencar (PSD) e o vice João Leão (PP), além de outros como o PR, que tem como interlocutor principal o deputado federal José Rocha.

A estratégia de Rui é uma aposta alta. Tem a pretensão de uma sobrevivência de longo prazo, até 2022, a eleição do sucessor, num cenário totalmente diferente de agora, tanto porque Rui não será candidato ao governo, como Jair Bolsonaro já terá dito a que veio. O novo jogo começa segunda.

Levi Vasconcelos

Levi Vasconcelos é jornalista político, diretor de jornalismo do Bahia.ba e colunista de A Tarde.

Mais notícias