Publicado em 24/03/2019 às 21h00.

Sem apoio de baianos, CPI da Lava Toga terá requerimento lido na terça (26)

Presidente do Senado, Davi Alcolumbre, teve conversa com autor de pedido para criação da CPI, Alessandro Vieira

Redação
Foto: Divulgação / Agência Senado
Foto: Divulgação / Agência Senado

 

Sem o apoio de nenhum dos três senadores baianos, a CPI da Lava Toga, que investigará o ativismo político no Judiciário, não será arquivada e terá o requerimento lido no plenário do Senado na próxima terça-feira (26).

Segundo o site O Antagonista, o presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM), prometeu a Alessandro Vieira, autor do pedido, que não haverá novo arquivamento da CPI.

Após a leitura em plenário e a definição dos fatos determinados, o próximo passo será a indicação dos membros que vão compor a comissão por parte dos líderes partidários.

Dos 13 pontos sugeridos pelo pedido de abertura da CPI, somente três ou quatro devem sobrar. Alcolumbre ainda quer “moderação” da maior parte dos senadores que apoiam a CPI – foram 29 assinaturas, no total.

Temas: Senado , senadores