Publicado em 08/11/2018 às 21h00.

Senador ironiza Moro ao propor ‘Lei Onyx’ para perdoar arrependidos

Moro afirmou que o deputado que será ministro de Bolsonaro admitiu o erro ao reconhecer que recebeu caixa 2

Redação
Foto: Lula Marques/ Agência PT
Foto: Lula Marques/ Agência PT

 

O senador Roberto Requião (MDB-PR) apresentou uma proposta de legislação que ironiza o juiz Sérgio Moro e o deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), depois que o futuro ministro da Justiça minimizou as suspeitas de caixa 2 contra o futuro chefe da Casa Civil no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro.

Moro afirmou que o deputado admitiu o erro, pediu desculpas e tomou as providências para repará-lo.

No projeto 434 de 2018, Requião acrescenta à lei 12.850/2013 a possibilidade de o juiz conceder perdão judicial em caso de crimes eleitorais, contra a administração pública e contra o sistema financeiro nacional caso o réu demonstre arrependimento, confesse a prática do crime e apresente pedido público de perdão e dispensa da pena.

A matéria pretende “dar isonomia com Onyx Lorenzoni a todos aqueles que cometem crime eleitoral”, “concedendo, a alguns, o direito ao perdão, a critério do juiz”.