Publicado em 04/12/2018 às 17h40.

Servidores aprovam paralisação contra reajuste na alíquota previdenciária

Além da paralisação, na quinta-feira (6), os trabalhadores pretendem voltar à Alba para protestar

Juliana Almirante
Foto: Reprodução/ Facebook/ APLB
Foto: Reprodução/ Facebook/ APLB

 

Os servidores públicos estaduais aprovaram, nesta terça-feira (4), uma paralisação para a próxima quinta-feira (6), contra o projeto de lei enviado pelo governo estadual que pretende reajustar a alíquota previdenciária de 12 para 14%. A proposta foi defendida por Rui Costa, em coletiva à imprensa, na segunda-feira (3).

A categoria já havia se reunido na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) na segunda. Nesta terça, os deputados tentam votar a urgência para que a proposta seja apreciada com celeridade.

Além da paralisação, na quinta-feira (6), os trabalhadores pretendem voltar à Alba para protestar.

A mobilização é organizada pela APLB-Sindicato, Sindsaude, Sindsefaz, Sinpojud e também conta com a participação de representantes de outras categorias de servidores estaduais.

A oposição chama o reajuste de alíquota previdenciária e os demais itens da reforma administrativa do governo Rui Costa de “pacote de maldades”. Já os deputados governistas defendem a necessidade das medidas para equilibrar as contas do Estado e pretendem votar a partir da quinta-feira.