Publicado em 14/11/2017 às 16h20.

Supremo retira da 1ª instância investigação sobre família de Aécio

Primo e irmã do senador tucano voltarão a ser julgados pelo STF por “haver conexão entre os crimes investigados”

Redação
Foto: Igo Estrela/Coligação Muda Brasil
Foto: Igo Estrela/Coligação Muda Brasil

 

Por quatro a um, a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) derrubou, nesta terça-feira (14), a decisão do ministro Marco Aurélio Mello, que determinou o desmembramento da investigação contra Andreia Neves e Frederico Pacheco, irmã e primo do senador Aécio Neves (PSDB).

Com a decisão da Corte, a família do tucano voltará a ser investigada pelo Supremo. O ex-assessor do senador Zezé Perrella (PMDB-MG), Mendherson Sousa Lima, também foi beneficiado pelo entendimento.

Os ministros entenderam que o caso deve julgado pela Corte por haver conexão entre os crimes investigados.