Publicado em 09/02/2018 às 19h00.

Temer diz que não permitirá preços abusivos nos postos de combustíveis

O presidente determinou ao Cade e à Polícia Federal que investiguem os estabelecimentos suspeitos de formação de cartel

Redação

Temer

 

Nesta sexta-feira (9), o presidente Michel Temer confirmou que determinou ao Conselho de Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e à Polícia Federal que investiguem postos de combustíveis suspeitos de formação de cartel. Ele fez a afirmação em uma entrevista à Rádio Guaíba, no Rio Grande do Sul.

Temer também reclamou do preço do gás de cozinha, e disse que o seu governo está analisando “uma forma para compensar este aumento para os pobres”. Sem dar maiores explicações, contou que a medida será anunciada em uma ou duas semanas.

De acordo com o Estadão, o presidente garantiu que irá “colocar a Polícia Federal e o Cade atrás dessa fiscalização para impedir” os prejuízos aos consumidores. Ele fez questão de reforçar a “recuperação” da Petrobrás, e atuação eficiente do seu governo.