Publicado em 13/08/2017 às 12h00.

Temer quer ‘testar’ parlamentarismo em 2018

A estratégia é bem aceita por dirigentes do PMDB

Redação
Brasília - DF, 01/06/2016. Presidente Interino Michel Temer durante cerimônia de posse de Maria Silvia Bastos Marques, no cargo de Presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e dos senhores Paulo Rogério Caffarelli, no cargo de Presidente do Banco do Brasil, Gilberto Occhi, no cargo de Presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Parente, no cargo de Presidente da Petrobras e Ernesto Lozardo, no cargo de Presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Foto: Carolina Antunes/PR
Foto: Carolina Antunes/PR

 

O presidente Michel Temer quer nomear um primeiro-ministro no segundo semestre de 2018. De acordo com o Estadão, a ideia é testar o parlamentarismo – uma ideia de governo que Temer concorda.

Ancorada pela crise política, diante de um cenário marcado pelo desgaste dos grandes partidos e de seus pré-candidatos nas próximas eleições, a estratégia é bem aceita por dirigentes do PMDB, mas não há consenso no PSDB para a adoção no atual governo.

“O parlamentarismo está no nosso programa. Nada mais oportuno do que discutir o assunto. Mas não achamos que isso seja solução para 2018, quando teremos eleições”, disse o presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE). “Queremos preparar o caminho para 2022”, completou.