Publicado em 17/10/2018 às 22h37.

Téo Senna desiste de presidência da Câmara e anuncia apoio a Geraldo Jr.

"Acho que ele construiu um momento melhor para ele", disse o vereador do PHS ao bahia.ba; o candidato do SD já tem apoio de 14 colegas

Romulo Faro
Foto: Valdemiro Lopes/CMS
Foto: Valdemiro Lopes/CMS

 

Linha de frente na articulação da base do governo na Câmara Municipal, o vereador Téo Senna (PHS) disse há pouco ao bahia.ba que retirou sua candidatura à presidência do Legislativo de Salvador para apoiar o colega de bancada Geraldo Jr. (SD).

“Com a volta de Geraldinho para a Câmara, com a movimentação que ele já vinha fazendo, acho que ele construiu um momento melhor para ele. Ele como homem de comunicação, acho que ele pode dar continuidade ao trabalho de transparência que a Câmara vem fazendo. Geraldinho já foi de rádio, já foi da área de comunicação, e isso facilita muito para a Câmara. Por isso resolvi apoiar ele. Ele saiu agora de minha casa e eu decidi apoiar ele”.

Téo explicou que decidiu retirar seu nome do tabuleiro também porque não conseguiu aglutinar a base em seu favor e porque o grupo ficou muito pulverizado com várias candidaturas.

“Eu lancei meu nome num momento em que estava uma discussão muito grande com vereadores da base. Tinha Kiki (Bispo-PTB), (Cláudio) Tinoco (DEM), Carballal (PV-líder da bancada) e tinha Geraldinho. Eu sentei com quase todos. Só não sentei com Tinoco. Lancei meu nome como vereador mais experiente, tenho boa relação com todo mundo, e achei que poderia haver um equilíbrio e que eu poderia me tornar o candidato mais forte”.

Com a desistência de Téo, a disputa acaba ficando entre Kiki, Geraldinho, Tinoco e Carballal, todos da base do prefeito ACM Neto (DEM). Mas o embate vai ficando mais direto entre Kiki e Geraldinho, que tem agora apoio de 14 dos 43 vereadores de Salvador. Mais cedo ele anunciou apoio de Felipe Lucas (MDB).

Kiki deve anunciar adesões à sua candidatura na quinta-feira (18).

Vereadores da base do governo têm reclamado nos bastidores da demora de ACM Neto anunciar quem é seu candidato, o que acabaria evitando embates mais acirrados e possíveis rachas no grupo.

A eleição da nova mesa diretora da Câmara acontecerá dia 19 de dezembro próximo.