Publicado em 21/02/2017 às 17h07.

Tia Eron está irredutível em deixar mandato de deputada

Aliada de ACM Neto deixou Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza e reassumiu mandato de deputada federal no começo de fevereiro

Rodrigo Aguiar
Tia Eron (PRB-BA) votou a favor do relatório do deputado MArcos Rogério, que pede a cassação de Cunha (Foto: Dida Sampaio/ Estadão COnteúdo)
Foto: Dida Sampaio / Estadão Conteúdo

 

Exonerada no início de fevereiro da Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps) para participar da eleição da Mesa Diretora na Câmara Federal, a deputada Tia Eron (PRB) está irredutível em reassumir a pasta.

Conforme apurou o bahia.ba, a tendência atual é de a parlamentar permaneça em Brasília. As últimas conversas com integrantes da administração municipal ocorreram na última semana. O diálogo só deve ser retomado após o carnaval.

No momento, a deputada entende que as vantagens obtidas como parlamentar, como verba de gabinete e cargos, são mais interessantes do que as condições oferecidas na secretaria.

Atualmente, a Semps é comandada interinamente pelo subsecretário Átila Brandão Júnior (PRB). Caso Eron retorne à secretaria, quem assume uma cadeira na Câmara dos Deputados é o atual diretor-geral do Procon-BA Marcos Medrado (PR), aliado do governador Rui Costa.