Publicado em 15/01/2019 às 19h35.

Após reforma no Centro Histórico, casarões deverão ser ocupados por hotéis de luxo

Governador Rui Costa afirmou nesta terça-feira (15) que vai abrir chamamento para empresas internacionais do setor hoteleiro

Rayllanna Lima
Foto: Mateus Pereira/ Gov-BA
Foto: Mateus Pereira/ Gov-BA

 

Os casarões abandonados espalhados pelo Centro Histórico de Salvador deverão dar lugar a hotéis de luxo após a reforma que está sendo feita na região.

No ‘Papo Correria’ desta terça-feira (15), transmitido em sua página no Facebook, o governador Rui Costa (PT) afirmou que fará um chamamento público para que empresas internacionais do setor hoteleiro passem a atuar na capital baiana.

“Vamos utilizar os prédios históricos transformando em belíssimos hotéis. A gente vê isso em outros países. Vamos oferecer esses espaços públicos para instalações de hotéis. Com isso, conseguimos preservar o patrimônio arquitetônico. Estamos com investimento total de mais de R$ 200 milhões para recuperar o Centro Histórico, fazendo toda a infraestrutura para conseguir parceiros que assumam esses novos prédios para gerar emprego e renda para a população”, afirmou o governador.

O chamamento será realizado em duas etapas. A primeira para a rede hoteleira internacional e a segunda para outros tipos de atividades, como escritórios de arquitetura. Durante a segunda etapa será feito um Fundo Imobiliário a fim de viabilizar a ocupação por empresas interessadas.

“Empresas que queiram se instalar, desde que reformam os casarões e mantenham em bom estado de conservação. O que queremos é levar gente para o Centro Antigo, ocupar. Tendo gente lá, vai reabrir restaurantes, as lojas vão começar a vender”, disse Rui Costa.