Publicado em 14/09/2018 às 08h43.

‘Ele ainda não consegue dormir’, afirma irmã de baleado no Burger King

Ednaldo Santos de Souza, gerente da loja, não precisou ser submetido a cirurgia; foi transferido do HGE para o Hospital da Bahia e já recebeu alta

Luís Filipe Veloso
Foto: Reprodução/ Google Street View
Foto: Reprodução/ Google Street View

 

O gerente da lanchonete Burger King, de 32 anos, que foi baleado na quinta-feira (13) recebeu alta do Hospital da Bahia, para onde foi transferido, e já está em casa, segundo afirmou ao bahia.ba a irmã dele, Daniela de Souza, nesta sexta (14).

Daniela disse que os médicos aguardam que Ednaldo Santos de Souza se recupere do ferimento aberto pela bala em um intervalo de 15 e 30 dias, quando será submetido a fisioterapia: “Não houve necessidade de fazer cirurgia pelo fato de não ter atingido nenhum vaso e não ter ocorrido fratura”.

“Ele fala, ele se alimenta direito, ele está estável, mas ainda está muito abalado. Ele não consegue dormir, mas vai ter orientação do psicólogo já essa semana, que é fornecida pela empresa”, concluiu a irmã.

Crime – Segundo fontes do bahia.ba, os criminosos invadiram o local logo após as 8h e anunciaram o assalto.

Eles conseguiram pegar o dinheiro que estava no caixa e em uma área no andar de baixo, mas exigiram que Ednaldo abrisse o cofre geral do estabelecimento, localizado no pavimento superior, cuja chave fica em poder da empresa de segurança.

Descontrolada, a dupla não acreditou quando o gerente afirmou não ter acesso ao depósito do dinheiro e disparou contra o gerente.

“Eles atiraram para matar aí, graças a Deus, a arma falhou e acertaram só a perna”, relatou um tio de Ednaldo.

Os assaltantes fugiram do local a bordo de uma moto, levando também celulares de outros funcionários.

A PM foi chamada, prestou socorro à vítima, mas até a manhã desta sexta (14) não encontrou os criminosos. O caso é investigado pela 16ª Delegacia (Pituba) que já ouviu testemunhas.