Publicado em 11/06/2019 às 16h45.

Eventos esportivos mundiais devem aumentar em 15% movimento em bares e restaurantes

O mês de junho é considerado como o mais fraco para o segmento, contudo a Copa América atraiu turistas de outros estados e países

Rayllanna Lima
Foto: Divulgação/Geppos
Foto: Divulgação/Geppos

 

O mês de junho é considerado o mais fraco para o segmento de bares e restaurantes de Salvador, muito porque, tradicionalmente, os baianos viajam para curtir o São João em cidades do interior do estado.

Contudo, tendo em vista a realização de eventos mundiais esportivos, a movimentação nesses estabelecimentos deve aumentar 15% na comparação com o ano passado, conforme analisa a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes na Bahia (Abrasel-BA).

“O baiano é muito de interior, por isso junho costuma ser o mês mais fraco. Agora, nós, do setor, apostamos nos turistas de fora. Principalmente porque os ingressos [para a Copa América] foram todos vendidos até as quartas de finais. Mas também estamos calculando que muita gente também venha do interior e vai querer assistir aos jogos. E estes não querem assistir em casa, até porque geralmente não têm muitos amigos aqui, então preferem sentir o clima, a energia”, explica o diretor institucional da entidade, Julio Calado.

Na manhã do último domingo (9) ocorreu a estreia da Seleção Brasileira feminina na Copa do Mundo da França, quando as brasileiras venceram as jamaicanas por 3 a 0, em partida válida pela primeira rodada da competição. No mesmo dia, um pouco mais tarde, a Seleção Brasileira masculina venceu Honduras por 7 a 0, em último amistoso de preparação para a Copa América.

Segundo Calado, houve maior movimentação para assistir o jogo da seleção masculina do que a feminina. “O que nossos associados estão falando é que a Copa feminina não teve alteração nos estabelecimentos, pouco movimento. Por isso estamos projetando o crescimento em cima da Copa América”, disse.

Sobre a preparação dos estabelecimentos, o representante regional da Abrasel informou que o investimento gira em torno de equipamentos para transmitir os jogos. As promoções de alimentos e bebidas para atrair mais público deve ocorrer a partir do dia 14 de junho, quando ocorre a abertura do torneio masculino.

“Você vê muitos [donos de estabelecimentos] preparando a casa com TVs novas e alugando telão. Esse é o preparo que vem sendo feito. As promoções especiais ficam para o jogo, mas com certeza deve ter muitas, ficando forte a partir da abertura da Copa América. O foco mesmo é na transmissão, principalmente visando os turistas que não conseguiram ingressos e vieram assistir nos bares. Claro que não vai ser uma Copa do Mundo, mas os eventos têm potencial para superar as expectativas”, afirma.

PUBLICIDADE