Publicado em 25/12/2015 às 20h06.

Família diz que suspeito de matar professor dirigia a 120 km/H

Depoimento do suspeito acontece na próxima segunda-feira (28)

Redação
Foto: Bruno Wendell/ Correio
Foto: Bruno Wendell/ Correio

Familiares do professor de geografia Márcio Passos Rocha, 42 anos, que morreu atropelado na quinta-feira (23), afirmam que o veículo a 120 km/H. Conforme a família, a informação foi passada a eles por agentes da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) que estiveram no local do crime, na Ilha de Itaparica, e apreenderam o veículo.

O suspeito, um jovem de 19 anos, que não teve a identidade revelada, foi ouvido informalmente pela polícia no dia do crime, e fugiu do local por medo de ser linchado, informou o titular da 24ª Delegacia Territorial (Vera Cruz), o delegado Geovani Paranhos. O depoimento formal do suspeito está marcado para a próxima segunda-feira (28).

O corpo do professor Márcio, que era irmão de Falcão do Guig Guetto,  foi enterrado sob forte comoção nesta sexta-feira (25), no cemitério Jardim da Saudade, em Salvador.