Publicado em 08/12/2018 às 15h20.

Google faz homenagem a aniversário do Elevador Lacerda

Conheça a história do equipamento, que foi o primeiro edifício público modernista no Brasil

Redação
Foto: Bruno Concha/Secom
Foto: Bruno Concha/Secom

 

O Elevador Lacerda, um dos principais pontos turísticos de Salvador, foi homenageado pelo Google neste sábado (8), quando completa 145 anos de inauguração. O chamado Doodle, ilustração que abre o portal de buscas, lembra os contornos do ascensor e também mostra o colorido dos prédios históricos ao redor.

O equipamento cumpre a função de transporte público entre a Praça Cairu, na Cidade Baixa, e a Praça Tomé de Sousa, na Cidade Alta.

Administrado pela prefeitura por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), o ascensor transporta cerca de 28 mil pessoas diariamente, entre 6h e 23h, de segunda a sexta-feira, e das 6h às 22h, aos sábados e domingos. A tarifa custa apenas R$ 0,15.

Foto: Reprodução/ Google
Foto: Reprodução/ Google

 

História

Segundo a prefeitura, o elevador foi o primeiro edifício público modernista no Brasil. Concebido pelo engenheiro Antonio de Lacerda e construído pelo irmão Augusto de Lacerda, inicialmente foi denominado Elevador Hidráulico da Conceição. Isso porque o maquinário contava com uma bomba a óleo movida originalmente por uma máquina a vapor para fazer o transporte de pessoas entre 63 metros de altura. Já o nome Lacerda – em homenagem ao idealizador – foi concretizado em 1896.

Em 1906, o sistema foi modificado para tração elétrica e, 21 anos depois, a Companhia Linha Circular de Carris da Bahia, empresa concessionária do elevador, passou a ser controlada pela General Eletric. Com isso, uma nova mudança foi realizada: a ampliação do equipamento com a construção de uma nova torre de 73,5m, mais duas cabines e ponte superior de acesso. A inauguração da estrutura atual ocorreu em 1º de janeiro de 1930. Devido à importância, o ascensor foi tombado como patrimônio cultural pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 7 de dezembro de 2006.