Publicado em 08/07/2019 às 15h25.

Militar da Marinha rouba fuzil da Base Naval para ‘fazer besteira’ e é detido

Gabriel Wilhelm Borchers deixou o posto de trabalho na madrugada do domingo (7)

Redação
 (Foto: Divulgação / Marinha)
(Foto: Divulgação / Marinha)

 

Um militar da Marinha da Bahia foi preso depois de abandonar o quartel com um fuzil e outros armamentos da União nesta segunda-feira (8).

De acordo com informações da Marinha, Gabriel Wilhelm Borchers deixou o posto de trabalho, que fica localizado na Base Naval de Aratu, no bairro de São Tomé de Paripe, em Salvador, na madrugada do domingo (7).

O marinheiro, segundo a Polícia Civil, foi detido no bairro de Fazenda Coutos, na capital baiana, e encaminhado para a base da Marinha.

Investigação e motivação

A Marinha abriu uma investigação para apurar o caso, no entanto, uma suposto boletim de ocorrência, que circulou nas redes sociais na manhã desta segunda-feira (8), mostra que Borchers teria deixado o quartel para fazer uma “besteira”.

“Chegou ao conhecimento do CICOM, através do Capitão de Corveta Jesus que, 01(um) militar da Marinha de Guerra do Brasil, de prenome Wilhelm, abandonou o posto de serviço em uma das guaritas do aquartelamento, portando 01(um) fuzil 7.62 com 20(vinte) munições e 01(um) rádio transmissor portátil. Que o militar afirmou para um colega à tarde “que iria fazer uma besteira”. Só foi notada a sua ausência após às 00h00. As guarnições fizeram rondas nas imediações, inclusive o Coordenador de Área foi até a residência do militar em questão”, diz ocorrência.

A polícia informou  ao bahia.ba que o marinheiro saiu do trabalho em situações “não esclarecidas”.

PUBLICIDADE