Publicado em 13/03/2018 às 13h40.

Pituaçu: médico diz que chance de novas vítimas fatais são pequenas

Ao todo foram sete vítimas do desabamento do prédio, dentre elas quatro fatais

Redação
Foto: Luís Filipe Veloso/bahia.ba
Foto: Luís Filipe Veloso/bahia.ba

 

O coordenador do Samu, Dr. Ivan Paiva, confirmou em entrevista a jornalistas no início da tarde desta terça-feira (13) que as equipes de buscas não trabalham com a possibilidade de outra vítima nos escombros do prédio que desabou em Pituaçu e deixou quatro mortos.

“O Corpo de Bombeiros não tem expectativa de encontrar mais vitimas debaixo dos escombros, mas vamos continuar as buscas e deixaremos ainda uma ambulância do Samu de prontidão”, disse.

Segundo o médico, ao todo foram sete vítimas do desabamento do prédio: três conseguiram sobreviver e foram encaminhadas para unidades de saúde. Quatro não resistiram e morreram no local.

Duas das vítimas foram uma mulher identificada pelo prenome de Rosimeire e o seu filho Arthur, de 1 ano e dois meses. Além disso, um homem de 31 anos e outra criança, de 12, também foram encontrados sem vida.

Três pessoas foram socorridas com vida. Uma mulher de 35 anos sofreu ferimentos leves na face, e uma menina de 11 anos teve traumatismo craniano leve. Os nomes não foram divulgados.