Publicado em 13/03/2018 às 10h02.

Codesal: prédio de Pituaçu ‘não tinha autorização do Município’

A construção de três andares caiu e deixou pessoas soterradas após as fortes chuvas que atingiram a capital baiana nesta terça-feira

Mateus Soares / Luís Filipe Veloso
Foto: Luis Filipe Veloso/bahia.ba
Foto: Luis Filipe Veloso/bahia.ba

 

O diretor-geral da Defesa Civil de Salvador (Codesal), Sosthenes Macedo, afirmou que “não havia autorização do Município para a construção” do prédio que veio ao chão no bairro de Pituaçu, na manhã desta terça-feira (13).

“As construções são irregulares. Não há uma autorização do Município. É uma realidade na cidade. Certamente, segundo análise de nossos engenheiros, trata-se de um ‘risco construtivo’, ou seja, uma construção sem a técnica devida”, disse Sosthenes, em entrevista ao bahia.ba, durante vistoria no local do acidente.

Questionado pela reportagem sobre o cadastramento das famílias para que não fiquem sem ter onde morar, o diretor da Codesal ressaltou que “uma equipe social do órgão já está no local fazendo as análises devidas, não só das pessoas que sofreram o problema, mas também aquelas que estejam em possível situação de risco”.