Publicado em 06/12/2018 às 21h00.

Dezembro Laranja quer conscientizar para prevenção ao câncer de pele

De acordo com levantamento feito pelo Inca, 30% de todos os tumores malignos do Brasil correspondem ao câncer de pele

Redação
O câncer de pele é dividido em dois principais tipos: melanomas e não melanomas. (Foto: Gabriel Jabur/ Agência Brasília/Fotos Públicas)
Foto: Gabriel Jabur/ Agência Brasília/Fotos Públicas

 

A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) lançou no início deste mês a campanha intitulada de ‘Dezembro Laranja’, cujo objetivo é estimular a população para a prevenção e o diagnóstico do câncer de pele, o mais comum no Brasil.

Para este ano o tema da campanha é “Se exponha, mas não se queime”. As ações da campanha incluem iluminação de monumentos, iniciativas de conscientização em praias e parques com distribuição de filtro solar, entre outras.

De acordo com levantamento feito pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca), 30% de todos os tumores malignos do Brasil correspondem ao câncer de pele.

Para o biênio 2018 a 2019, a estimativa é de 165.580 mil novos casos de câncer de pele não melanoma – uma redução de 10 mil casos em relação ao biênio anterior. A expectativa é que a doença acometa mais homens (85.170 mil) do que mulheres (80.410 mil).

Segundo a SBD, de dezembro deste ano a março de 2019, durante todo o verão, serão promovidas ações e atividades de informação na internet, ruas, praias e parques.

As recomendações básicas incluem a adoção de medidas fotoprotetoras, como evitar os horários de maior incidência solar (das 10h às 16h); utilizar chapéus de abas largas, óculos de sol com proteção UV e roupas que cubram boa parte do corpo; procurar locais de sombra e manter hidratação corporal. É necessário ainda usar protetor solar com fator 30 (no mínimo) diariamente, reaplicando a cada duas a três horas ou depois de longos períodos na água.