Publicado em 29/11/2020 às 17h00.

Dayane Pimentel diz que não apoia Zé Neto e promete ser opositora ao prefeito eleito

Deputada afirmou que é antagonista aos dois projetos em Feira de Santana

Redação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação/horário eleitoral

 

Criticada por aparecer em programa eleitoral do candidato à prefeitura de Feira de Santana, Zé Neto (PT), e declarar que não votaria no candidato à reeleição, Colbert Martins (MDB), a deputada federal e presidente do PSL Bahia, Dayane Pimentel, afirmou que não apoia a candidatura do petista e que é antagonista aos dois projetos que disputam o segundo turno das eleições neste domingo (29).

Em nota enviada ao bahia.ba, a parlamentar explica o porquê é antagonista aos dois projetos na cidade: o primeiro representado por Colbert Martins, que segundo ela, realiza uma péssima gestão na cidade e quer a reeleição. E o segundo, representado pelo candidato petista, cujo partido representa ideologicamente o inverso do que ela acredita e defende.

A nota diz ainda que, em coletiva à imprensa realizada no dia 19 de novembro, Dayane deixou os filiados e eleitores do PSL livres para escolher como votariam no segundo turno e explica que a deputada somente ressaltou que não votaria jamais em Colbert Martins pelo fato de o mesmo já ter sido preso em ações de combate à corrupção e por também ter destruído Feira de Santana com a péssima gestão.

Dayane Pimentel reitera, ainda, que quem vencer o pleito neste domingo a terá como opositora. “A parlamentar pontua, porém, que buscará manter diálogo republicano com o prefeito eleito, buscando construir caminhos nos quais não imperem extremismos mas o interesse dos feirenses”, finaliza a nota.