Publicado em 30/10/2020 às 19h52.

DEM de Camaçari vai entrar com representação contra PT por realização de carreata

Este tipo de evento foi proibido pela Justiça Eleitoral na cidade

Redação
Foto: reprodução/Instagram
Foto: reprodução/Instagram

 

O Democratas de Camaçari vai entrar com uma representação na Justiça Eleitoral contra o PT por descumprimento da decisão que proíbe carreatas por todos os candidatos durante a campanha no município. Nesta sexta-feira (30), a candidata a prefeita, Ivoneide Caetano (PT), realizou um evento deste tipo com a presença do governador Rui Costa (PT), contrariando a determinação judicial.

Segundo o presidente municipal do Democratas, Hélder Almeida, o partido também irá recorrer da decisão que proíbe as carreatas. Na última quarta-feira (25), a Justiça Eleitoral proibiu a realização destes eventos e determinou multa de R$ 100 mil em caso de descumprimento por parte dos postulantes. Nesta sexta, a decisão foi confirmada pelo juiz André de Souza Dantas Vieira ao negar embargos do PP.

“Uma decisão judicial não pode ser descumprida dessa forma sem que haja punição. Por isso, nós vamos entrar com uma representação com o PT e os responsáveis pela carreata. Existe uma ordem judicial que deve ser cumprida, concorde ou não com ela. Nós vamos buscar o caminho correto, recorrendo da decisão para que possamos realizar nossas carreatas”, afirmou Hélder.

Temas: Bahia , camaçari , dem , PT

Mais notícias