Publicado em 29/09/2020 às 15h01.

O que Cezar Leite pensa sobre aborto, religião e a legalização das drogas?

Do livro de cabeceira à opiniões sobre temas polêmicos, bahia.ba apresenta os candidatos à Prefeitura de Salvador

Raphael Minho
Foto: Alexandre Galvão/ bahia.ba
Foto: Alexandre Galvão/ bahia.ba

 

Atual vereador de Salvador, Cezar Leite (PRTB) é aliado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na Bahia e disputa pela primeira vez o mandato de prefeito da capital baiana pelo partido do vice-presidente Hamilton Mourão. Apesar de ter direito a cota do fundo eleitoral, o candidato abriu mão das verbas e busca doações de apoiadores para financiar a campanha na corrida pela cargo máximo do Executivo municipal.

Biografia
Nascido em Salvador, em 1974, no bairro do Bonfim, Cezar Leite é médico e pai de seis filhos. Em 2012, o candidato iniciou a sua participação na política, sendo ativista e levantando bandeiras de inclusão das pessoas com deficiência e o combate à corrupção.

Em 2016, decidiu se candidatar ao mandato de vereador e foi eleito em uma campanha sem recursos públicos com 7.447 votos. Durante o seu mandato, Cezar também levantou as bandeiras do liberalismo econômico, saúde pública, transparência e fortalecimento da guarda municipal. O parlamentar ainda devolveu o carro oficial que os vereadores possuem direito.

Religião e hobbies
Religioso, assim como todos os grandes nomes do partido, Cezar Leite é espírita. Nas horas livres, o seu hobby é jogar futebol. No campo da leitura, o seu livro de cabeceira é a obra “Como Ser um Conservador”, do intelectual Roger Scruton, um dos maiores escritores conservadores do mundo. O título é conhecido como a Bíblia do pensamento conservador.

Já o seu filme favorito é “À Procura da Felicidade”, dirigido por Gabriele Muccino. O drama biográfico estadunidense conta a luta de quase um ano do empresário Chris Gardner na época em que era um morador de rua.

Legalização das drogas e aborto
Em um dos temas mais polêmicos da política brasileira, Cezar Leite declarou ser contra a legalização do aborto e do uso das drogas. A reportagem pediu ao candidato que comentasse e justificasse o posicionamento, mas até a publicação desta matéria, não houve resposta.

Legado que gostaria de deixar
O candidato do PRTB também foi perguntado sobre qual legado gostaria de deixar, caso fosse eleito prefeito de Salvador. Segundo o postulante, a manchete que gostaria de ler durante o seu mandato seria: “Patriota, conservador e médico, Cezar Leite assume a prefeitura de Salvador”.

Esta matéria faz parte de uma série de entrevistas que serão publicadas diariamente com todos os candidatos à Prefeitura de Salvador nas eleições de 2020. Também já foram entrevistados os candidatos, na ordem: Denice (PT), Isidório (Avante), Bacelar (Podemos) e Celsinho Cotrim (Pros). Já Rodrigo Pereira (PCO) recusou o convite para participar das entrevistas.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.