Publicado em 17/09/2020 às 10h03.

Primo de Bolsonaro disputa prefeitura em cidade do interior de São Paulo

Além dele, um ex-presidente do PT na cidade agora é candidato pelo DEM

Redação
Foto: Reprodução, Facebook
Foto: Reprodução/Facebook

 

A disputa pela prefeitura da cidade de Jaboticabal, no interior de São Paulo, tem como candidatos um primo do presidente Jair Bolsonaro, Marcos Borsonaro (PSL), que por um erro de registro no cartório não teve o mesmo sobrenome do presidente, e um ex-presidente do PT local como candidato pelo DEM, João Roberto da Silva.

Pela primeira vez, em 16 anos, o atual prefeito da cidade não concorrerá à reelição. José Carlos Hori (Cidadania) desistiu de concorrer ao pleito após ser condenado administrativamente por uma obra ainda no primeiro de seus três mandatos. De acordo com a Folha, Hori desistiu de concorrer à reeleição neste ano por temer ser barrado pela Lei da Ficha Limpa.

Ex-presidente do PT local até 2019 e oriundo da base do governo, o ex-secretário da Saúde, João Roberto da Silva, vai disputar a prefeitura pelo Democratas.

Outro postulante à prefeitura é Marcos Borsonaro (PSL), que estreia na política tendo como vice um coronel da reserva da PM.  O curioso é que Borsonaro é escrito com a letra R mesmo, que ele alega ser erro de registro cartório. Segundo disse à Folha, é um primo distante do presidente da República e vai adotar nas urnas Marcos Bolsonaro, com L.