Publicado em 28/03/2022 às 15h44.

‘Tem que ser demitido para não voltar nunca mais’, diz Malafaia sobre Ribeiro

Pastor usou redes sociais para criticar Milton Ribeiro

Redação
Foto: Divulgação / Presidência da República
Foto: Divulgação / Presidência da República

 

Preocupados com a repercussão negativa dos escândalos do MEC envolvendo o ministro Milton Ribeiro e pastores evangélicos, lideranças religiosas já começam a pedir a cabeça do chefe da pasta. Segundo a coluna Radar, da revista Veja, Silas Malafaia engrossou o coro dos que dizem que a situação do auxiliar de Jair Bolsonaro é insustentável. Diferentemente de Marco Feliciano, que pediu que o ministro se demitisse , Malafaia defendeu que ele fosse demitido por Bolsonaro.

A gota d’água foi a foto do ministro com a esposa estampada em bíblias distribuídas em eventos do ministério da Educação. “Vergonha total! Ministro da educação em foto com a esposa em bíblia de pastor lobista do MEC. Tem que ser demitido para nunca mais voltar!”, escreveu Malafaia no Twitter na tarde desta segunda -feira (28)

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.