Publicado em 18/09/2020 às 12h09.

‘Vocês podem ser o quiserem… Até prefeita’, diz Denice em tom que norteará campanha

Estratégia da candidata petista reforçará imagem da "menina da periferia" que hoje sonha em mudar a realidade em seu entorno

Redação
Foto: Mila Cordeiro/Divulgação/Major Denice
Foto: Mila Cordeiro/Divulgação/Major Denice

 

A candidata do PT ao Palácio Thomé de Souza, Major Denice Santiago, afirma que sua origem humilde não a deslegitimou de ter sonhos, dentre os quais o de se tornar prefeita de Salvador.

O relato da ex-comandante da ronda Maria da Penha aparece em um vídeo divulgado nesta sexta-feira (8) e cujo tom deverá conduzir a campanha petista na propaganda eleitoral de rádio e TV, a partir de 12 de outubro.

A peça tem como pano de fundo casas da periferia da cidade, num cenário que se assemelha à laje onde ocorreu a convenção partidária que oficializou o nome de Denice na disputa do Executivo municipal. De forte apelo simbólico, a estratégia é reforçar o compromisso do Partido dos Trabalhadores com as camadas mais vulneráveis da população.

“Sou a mesma jovem de periferia das que hoje estão aí com seus sonhos, seus projetos, seus desejos, suas vontades. Se eu for heroína de alguma menina, isso já me vale a inspiração de elas saberem. Elas podem, sim, ter nascido na periferia e estudar, sim na escola pública. Mas elas podem ser oficiais da Polícia Militar, psicólogas , mestras doutoras, prefeita de uma cidade”, diz Denice, ao se descrever “a mesma menina da periferia” que hoje luta para mudar o futuro da cidade.

“Nascer na periferia não deve ser sinônimo de incapacidade. Vocês podem ser quem vocês quiserem. Vocês podem ser advogadas, psicólogas, mestras, doutoras… Quem sabe até prefeita de uma cidade. Precisamos lutar por qualidade de vida, educação e saúde e fazer dos seus sonhos, os sonhos de uma cidade inteira”, escreveu ela no texto que acompanha a postagem.