Publicado em 24/04/2022 às 20h00.

Barroso: Forças Armadas estão sendo orientadas a atacar eleições

Para o ministro do STF, as Forças Armadas não irão sucumbir a esse movimento

Redação
Foto: Roberto Jayme/Tribunal Superior Eleitoral
Foto: Roberto Jayme/Tribunal Superior Eleitoral

 

O Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, defendeu neste domingo (24) o papel das Supremas Cortes para a preservação da democracia e criticou a tentativa de envolvimento das Forças Armadas na política.

A declaração foi dada durante palestra no Brazil Summit Europe, seminário promovido pela Universidade Hertie School, da Alemanha. “As Forças Armadas estão sendo orientadas para atacar o processo [eleitoral] e tentar desacreditá-lo.”, disse Barroso por videoconferência.

Ex-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro não citou quem estaria orientando as Forças Armadas contra o processo eleitoral. O presidente Jair Bolsonaro (PL), porém, já questionou reiteradas vezes a segurança das urnas eletrônicas.

Para Barroso, as Forças Armadas não irão sucumbir a esse movimento. “Tenho a firme expectativa de que as Forças Armadas não se deixem seduzir por esse esforço de jogá-las nesse universo indesejável para as instituições de Estado, que é o universo da fogueira das paixões políticas”, destacou.

Barroso rebateu qualquer suspeita de fraude no processo eleitoral. “Desde 1996 não tem nenhum episódio de fraude. Eleições totalmente limpas, seguras”, afirma.

Mais notícias

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.