Publicado em 08/07/2022 às 08h40.

Bolsonaro diz que não haverá ‘novo Capitólio’ no Brasil

"Sabemos o que temos que fazer antes das eleições", afirmou o presidente

Redação
Foto: Alan Santos/PR
Foto: Alan Santos/PR

 

Durante uma live transmitida na noite de quinta-feira (7), o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), voltou a criticar os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e o sistema eleitoral brasileiro. Embora tenha criticado as auditorias do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) às urnas eletrônicas, o chefe do Executivo afirmou que não quer “um novo Capitólio” no Brasil.

“Não preciso dizer o que estou pensando, ou o que está em jogo. Você sabe como você deve se preparar, não para um novo Capitólio, ninguém quer invadir nada. Mas sabemos o que temos que fazer antes das eleições”, afirmou.

Fala de Bolsonaro ocorre após o presidente do TSE, Edson Fachin, dizer que “quem coordena o processo eleitoral é a autoridade civil da Justiça eleitoral, ninguém mais”. O comentário foi feito durante um evento nos Estados Unidos.

“Nada contra o TSE. Tem pessoas maravilhosas lá dentro. Mas, quem manda lá, não são os demais ministros, mas são os três do STF, o [Roberto] Barroso até pouco tempo, o [Edson] Fachin agora, e depois o Alexandre de Moraes[…] Sair do Brasil e viajar o mundo para falar sobre eleições, não preciso concluir o que está na cabeça de qualquer um. Vou nas palavras do ministro da Defesa que eleição é questão de segurança nacional. Queremos transparência, confiança”, completou Bolsonaro na live semanal.

O Capitólio, nos EUA, foi invadido por apoiadores do ex-presidente Donald Trump, durante sessão que confirmou a vitória de Joe Biden, em 6 de janeiro de 2021, em Washington. Na época, eles alegaram fraude nas eleições americanas.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.