Publicado em 29/08/2022 às 06h35.

Bolsonaro vira alvo principal no 1º debate e ataca STF, jornalista e Lula

O presidente e candidato a reeleição foi duramente criticado após uma resposta à jornalista Vera Magalhães

Redação
Foto: Reprodução, UOL
Foto: Reprodução, UOL

 

O presidente Jair Bolsonaro (PL) foi, como esperado por ele mesmo, o principal alvo entre os candidatos no primeiro debate entre presidenciáveis, realizado na noite deste domingo (28), por um pool de veículos de imprensa formado pelo UOL, Folha de S.Paulo, TV Band e TV Cultura. O candidato a reeleição reagiu atacando Lula (PT), os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), e derrapou ao atacar a jornalista Vera Magalhães.

Bolsonaro iniciou o debate fazendo um questionamento ao ex-presidente petista. Em meio a críticas, o chefe do Executivo nacional entrou no tema da corrupção, onde afirmou que o governo Lula foi feito à base de roubo. “Seu governo (Lula) foi o mais corrupto da história do Brasil”.

Em outro momento, Bolsonaro disse que o governo do petista “foi marcado pela ‘cleptocracia’, ou seja, um governo feito à base de roubo; e essa roubalheira era para conseguir apoio dentro do Parlamento, não era apenas para o ex-presidente”.

Outra frase marcante de Bolsonaro foi uma resposta ao ex-presidente Lula. “Que moral tu tem para falar de mim, ex-presidiário? Nenhuma moral”.

O presidente também respondeu um questionamento de Ciro Gomes (PDT) sobre a fome. Ele minimizou os números do pedetista sobre o tema e afirmou que “esses mais pobres que estão passando necessidade, alguns passam fome, sim, não nesse número exagerado. Querer fazer demagogia com números aqui fica complicado. Isso é inadmissível”.

O pior momento do presidente Jair Bolsonaro no debate veio após um questionamento da jornalista Vera Magalhães, apresentadora do programa Roda Viva, da TV Cultura, que trouxe dúvidas sobre a vacinação.

“Vera, não podia esperar outra coisa de você. Acho que você dorme pensando em mim. Você tem alguma paixão por mim. Você não pode tomar partido em um debate como esse, fazer acusações mentirosas a meu respeito. Você é uma vergonha para o jornalismo brasileiro. Mas tudo bem. Não pedi tua opinião”, disse.

Em outro momento, Bolsonaro respondeu sobre a harmonia entre os poderes. Segundo ele, “alguns ministros do STF querem, a qualquer preço, interferir no poder Executivo”. “Nós não podemos admitir isso daí. A harmonia tem que existir e a independência e o respeito, acima de tudo. E o respeito não falta da minha parte. De outra parte, que alguns se manifestam contrário à minha pessoa”.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.