Publicado em 20/06/2022 às 07h52.

Esquerda parabeniza Petro por vitória na Colômbia: ‘Em outubro é no Brasil’

"Vitória fortalece a democracia e as forças progressistas na América Latina", escreveu Lula

Mattheus Miranda
Fotos; José Cruz/Agência Brasil
Fotos; José Cruz/Agência Brasil

 

Assim como Gabriel Boric, no Chile, a vitória de Gustavo Petro nas eleições da Colômbia foi motivo de comemoração pelos políticos da esquerda brasileira. Com 11,2 milhões de votos, o senador foi oficializado no domingo (19) como o novo chefe do Executivo colombiano.

“Felicito calorosamente os companheiros Petro Gustavo, Francia Marquez (vice-presidente) e todo o povo colombiano pela importante vitória nas eleições deste domingo. Desejo sucesso a Petro em seu governo. A sua vitória fortalece a democracia e as forças progressistas na América Latina”, escreveu Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no Twitter.

Numa eleição apertada, Petro obteve 50,44% dos votos, contra 47,31% do empresário Rodolfo Hernández, no segundo turno das eleições. Pela primeira vez um político de esquerda vai presidir o país vizinho.

O pré-candidato do PDT à presidência da República, Ciro Gomes também utilizou as redes sociais para parabenizar Petro pela vitória. “Parabéns aos colombianos e ao presidente eleito Gustavo Petro. É sempre motivo de alegria quando um dinossauro de direita some do mapa. Mas para a esquerda, não basta vencer. É preciso governar bem. Só assim os monstros não voltam”, escreveu.

“O triunfo histórico do companheiro Gustavo Petro e da companheira Francia Marquez é uma grande vitória do bravo povo colombiano e é também um alento e uma renovada esperança para todas as nações da América Latina que lutam por democracia e contra o neoliberalismo”, disse Dilma Rousseff (PT) no Twitter.

O pré-candidato a deputado federal pelo PSOL, Guilherme Boulos, também comemorou o resultado das eleições na Colômbia. “Viva Gustavo Petro! Em outubro é no Brasil!”, disse.

Mais notícias

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.