Publicado em 09/08/2022 às 11h12.

‘Minha aliança com Alckmin é necessária para o Brasil’, diz Lula a empresários

"Juntamos a experiência de um homem que governou São Paulo com o presidente que saiu com a maior aprovação da história", disse o petista

Redação
Foto: Ricardo Stuckert/bahia.ba
Foto: Ricardo Stuckert/PT

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) voltou a exaltar a sua aliança com o ex-tucano e ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. Durante um debate sobre o Brasil, na FIESP, em São Paulo, o petista destacou, na manhã desta terça-feira (9), que a experiência de ambos fará diferença para “recuperar” o país.

“A minha aliança com o Alckmin é necessária para o Brasil. Juntamos a experiência de um homem que governou São Paulo com o presidente que saiu com a maior aprovação da história contemporânea do país. Essa junção só pode dar certo”, afirmou.

Ainda durante o discurso, ao lado de Alckmin, Lula voltou a atacar o presidente Jair Bolsonaro (PL), principal adversário na corrida presidencial deste ano. “Vivemos no Brasil uma crise econômica, de credibilidade e de relações do governo com as instituições. E é nesse clima que nosso adversário faz a maior distribuição de dinheiro, faltando 54 dias, para tentar comprar as eleições”, disse o ex-presidente.

Essa é a primeira visita de Lula à Fiesp desde que foi homologada a candidatura à Presidência. A entidade também convocou os outros presidenciáveis. Somente Jair Bolsonaro (PL) ainda não participou do encontro.

O atual presidente havia agendado o debate para a quinta-feira (11), mas desmarcou após a Fiesp ter aderido à carta em defesa da democracia da Universidade de São Paulo (USP), que será lido em ato na universidade no mesmo dia.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.