Publicado em 19/04/2022 às 09h29.

ACM Neto diz que Jerônimo Rodrigues usa Lula como ‘bengala’

'Fala mais do padrinho do que de si próprio', alfinetou o pré-candidato ao governo do estado pelo União Brasil

Cássio Santana
Foto: Divulgação / Ascom ACM Neto
Foto: Divulgação / Ascom ACM Neto

 

O pré-candidato ao governo do estado, ACM Neto (UB), afirmou que seu principal adversário na corrida ao Palácio de Ondina, o ex-secretário da Educação na gestão de Rui Costa (PT), Jerônimo Rodrigues, usa o ex-presidente Lula (PT) como ‘bengala’ – em uma estratégia de nacionalizar o pleito estadual.  A declaração foi dada em entrevista à rádio Metrópoles nesta terça-feira (18).

Reivindicando para si o lugar de moderação, o ex-prefeito de Salvador rejeitou os extremos políticos e disse que ele não ‘precisa de um padrinho político como uma bengala’, em uma clara referência à aura do ex-presidente Lula que gravita a pré-campanha do ex-secretário Jerônimo Rodrigues.

“Não sou um cara do extremo, eu pretendo colocar minhas ideias, com meu estilo aberto ao diálogo com todo mundo, sem precisar defender apaixonadamente um padrinho político, buscando nesse padrinho político uma bengala, como se a Bahia fosse ser governada pelo padrinho”, criticou. “A Bahia vai ser governada pelo próximo governador, ponto”.

Sem citar nomes, ACM Neto deu a entender que Jerônimo Rodrigues fala mais do seu padrinho político do que de si mesmo. ‘Fala mais do padrinho do que de si próprio. E depois das eleições, é ele (o padrinho) que vai governar a Bahia ou é o governador (eleito)’, quis saber ACM Neto, em tom de provocação.

“E depois, meu irmão, de quem é a tarefa, quem é que vai ter que cuidar da segurança pública?”, alfinetou.

Mais notícias

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.