Publicado em 25/02/2022 às 10h20.

Otto quer garantir apoio de aliados antes de anunciar candidatura ao governo

“Ninguém vai decidir nada sem conversar com todos os companheiros", disse o vice-governador João Leão ao bahia.ba

Rodrigo Daniel Silva
Foto: Jonas Souza/PT Bahia
Foto: Jonas Souza/PT Bahia

 

O senador Otto Alencar (PSD) quer garantir o apoio dos aliados antes de anunciar a sua candidatura ao governo da Bahia. O bahia.ba informou, nesta quinta-feira (24), que os petistas já admitem que Otto será o postulante a governador do grupo político, em lugar do senador Jaques Wagner (PT).

De acordo com aliados do senador do PSD, Otto quer conversar com todos os líderes partidários e saber se têm o apoio deles para disputar o Palácio de Ondina.

“Ninguém vai decidir nada sem conversar com todos os companheiros. Quem decide é mais de 20 cabeças. Nós temos um grupo, e vamos decidir”, disse o vice-governador João Leão (PP), em entrevista ao bahia.ba.

A expectativa é que oficialização da pré-candidatura de Otto ao governo da Bahia só ocorra entre 6 e 7 de março, quando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) retorna da viagem ao México. O senador quer discutir a campanha com o ex-presidente antes.

Se bater o martelo e Otto for candidato do grupo, o governador Rui Costa (PT) renunciará o posto para ser postulante ao Senado. Wagner vai ser coordenador da campanha de Lula. João Leão assumirá o governo da Bahia por nove meses, e o seu partido deve indicar o candidato a vice-governador.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.