Publicado em 30/07/2022 às 12h25.

PCdoB ‘virou a página’ sobre a suplência de Otto, garante Daniel Almeida

Petista Terence Lessa, ex-prefeito de Ibotirama, foi o escolhido para o cargo

Matheus Morais / Mattheus Miranda
Foto: Jorge Jesus/bahia.ba
Foto: Jorge Jesus/bahia.ba

 

Após o imbróglio acerca da escolha da suplência de Otto Alencar (PSD) no senado, o deputado federal Daniel Almeida, do PCdoB, garantiu ao bahia.ba que o seu partido “virou a página” sobre a escolha do petista Terence Lessa, ex-prefeito de Ibotirama, para o cargo.

“Claro que nós sempre avaliamos que cabia um espaço na chapa majoritária para o PCdoB, pelo trabalho do partido, tradição, presença no movimentos sociais e pelos nomes que apresentamos. Não fomos tratados da melhor forma para a definição, mas o PCdoB virou a página. Agora, nós queremos que a campanha tenha ritmo, fortaleça e coletivo e construa um núcleo de campanha para incorporar todas as forças políticas e segmentos. O nosso partido vai se empenhar integralmente para o projeto de eleição de Lula, Jerônimo e dos candidato que o partido apresenta”, pontuou o deputado.

Ainda durante a entrevista, realizada neste sábado (30), Daniel comentou sobre a expectativa para o crescimento de Jerônimo nas pesquisas, a partir da convenção realizada no Parque de Exposições para homologar a candidatura do petista.

“Jerônimo é o candidato que mais cresce. É só ver todas as pesquisas que estão sendo divulgadas. Vai ser assim até o último dia da campanha. Nós já conhecemos esse movimento. Em 2006 foi assim, quando o Wagner era um candidato ainda com pouco conhecimento, e em 2014 foi assim, com Rui. A força de Rui nunca esteve tão bem avaliada e a força de Lula também. Não tenho dúvidas que vamos ganhar no primeiro turno”, acrescentou o deputado.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.