Publicado em 23/08/2022 às 08h19.

PF faz operação contra empresários bolsonaristas que defenderam golpe

Em conversas reveladas pela Metrópoles, empresários defenderam a ruptura diante de uma virtual vitória do ex-presidente Lula nas eleições deste ano

Redação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

 

 

A Polícia Federal cumpre na manhã desta terça (23) mandados de busca contra empresários que em um grupo de mensagens defenderam um golpe de Estado caso o ex-presidente Lula (PT) vença Jair Bolsonaro (PL) nas eleições presidenciais deste ano. As buscas foram autorizadas pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal.

De acordo com informações do jornal Folha de S. Paulo, entre os alvos da operação estão Luciano Hang, da Havan, José Isaac Peres, da rede de shopping Multiplan, Ivan Wrobel, da Construtora W3, José Koury, do Barra World Shopping, André Tissot, do Grupo Serra, Meyer Nirgri, da Tecnisa, Marco Aurélio Raimundo, da Mormai, e Afrânio Barreira, do Grupo Coco Bambu.

O caso foi revelado pelo site Metrópole. À época, quando questionado sobre o teor das conversas, o presidente Jair Bolsonaro refutou as acusações: “Golpe? Quem vai dar golpe, isso é fake news”, disse.

 

Temas: empresários , golpe , PF

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.