Publicado em 04/07/2021 às 13h00.

Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco deve se filiar ao PSD até o fim do ano

Outro dissisdente do DEM que deve aportar no partido é Rodrigo Maia

Redação
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

 

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), deve confirmar sua filiação ao PSD até o final deste ano. De acordo com a coluna de Lauro Jardim, do jornal O Globo, a mudança de sigla tem como objetivo a disputa pela Presidência da República em 2022.

Segundo a publicação, o presidente do PSD Gilberto Kassab, quer vender a narrativa de que Pacheco pode unificar o país. Kassab acredita que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não chega no segundo turno.

Outro parlamentar do Democratas que deve se filiar ao PSD é Rodrigo Maia (RJ), que deve confirmar a mudança entre agosto e setembro. O ex-presidente da Câmara decidiu deixa o DEM após a briga com o presidente nacional do partido, ACM Neto, por conta do apoio da sigla a Arthur Lira (PP-AL) nas eleições da Casa, nome de Bolsonaro na disputa.

Mais notícias

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.