Publicado em 28/09/2022 às 07h28.

Quaest: Lula amplia vantagem sobre Bolsonaro e vai a 46% no 1º turno

Lula oscilou de 50% para 52% no segundo turno, enquanto Jair Bolsonaro variou de 40% para 38%

Redação
Fotos: Fernando Frazão e Marcelo Camargo/Agência Brasil
Fotos: Fernando Frazão e Marcelo Camargo/Agência Brasil

 

A nova rodada da pesquisa Quaest, contratada pela Genial Investimentos e divulgada na madrugada desta quarta-feira (28), apontou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ampliou a sua vantagem para Jair Bolsonaro (PL) nas intenções de voto para o primeiro turno. O petista oscilou dois pontos para cima e agora tem 46%, enquanto o chefe do Executivo variou um ponto para baixo e agora marca 33% – as movimentações dos líderes estão dentro da margem de erro, sendo de dois pontos percentuais.

Ainda avaliando o cenário estimulado da pesquisa, quando os entrevistados recebem uma lista com os nomes dos candidatos, Ciro Gomes (PDT) aparece empatado tecnicamente com Simone Tebet (MDB). O ex-ministro tem 6% das intenções de voto, enquanto a senadora apareceu com 5%.

A candidata Soraya Thronicke, do União Brasil, se manteve com 1% das intenções. Os demais candidatos não pontuaram na pesquisa.

Foto: Reprodução, Genial/Quaest
Foto: Reprodução, Genial/Quaest

 

No recorte espontâneo, ou seja, quando os entrevistados não recebem previamente o nome dos candidatos e podem apontar qualquer um, Lula oscilou de 34% para 36% e Bolsonaro seguiu com 30%. Na da semana passada, eles ficavam tecnicamente empatados. Ciro obteve 2% das escolhas dos eleitores entrevistados.

A pesquisa aponta, ainda, que Lula tem 50,5% dos votos válidos — quando são excluídos brancos, nulos e indecisos. Porcentagem do petista indica a possibilidade de vitória em 1º turno.

2º turno

Já em um eventual segundo turno entre os principais líderes, Lula oscilou de 50% para 52%, enquanto Jair Bolsonaro variou de 40% para 38%. Brancos e nulos são 6% e outros 4% ainda estão indecisos.

A pesquisa entrevistou 2 mil pessoas face a face, entre os dias 24 e 27 de setembro. Segundo o instituto, o índice de confiança é de 95%. A pesquisa foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número BR-04371/2022.

Foto: Reprodução, Genial/Quaest
Foto: Reprodução, Genial/Quaest

Mais notícias

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.