Publicado em 26/04/2022 às 11h01.

Rui acusa Neto de desinformação por não querer pesquisas associadas a presidenciáveis

Para ele, o ex-prefeito de Salvador não tem coragem de assumir sua ligação com Jair Bolsonaro (PL)

Jamile Amine / Mattheus Miranda
Fotos: Paula Froés/GOVBA | Valter Pontes/Secom PMS
Fotos: Paula Froés/GOVBA | Valter Pontes/Secom PMS

 

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), subiu o tom contra o adversário ACM Neto (UB), na manhã desta terça-feira (26), em agenda do Governo do Estado. Durante uma entrevista coletiva, o chefe do Executivo baiano voltou a criticar o carlista por não querer que os institutos de pesquisa façam consultas ao eleitorado associando os pré-candidatos ao Palácio de Ondina a presidenciáveis.

Durante o posicionamento, o petista acusou Neto de “desinformação” por preferir conduzir a sua campanha desvinculada da disputa nacional. Para ele, o ex-prefeito de Salvador não tem coragem de assumir sua ligação com o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), uma vez que o candidato do Partido dos Trabalhadores, Jerônimo Rodrigues, consegue melhorar bastante o desempenho quando tem o nome associado a Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“Tenho a plena convicção que quando o povo souber que Jerônimo é nosso candidato, é meu candidato, candidato de Wagner e Lula, o crescimento será vertiginoso. É por isso que a oposição entrou com uma ação na justiça para não vincular (as campanhas). Ele quer contar com a desinformação das pessoas, porque o povo ainda não conhece Jerônimo e não sabe que ele é o candidato de Lula”, afirmou o governador.

Em entrevista recente, ACM Neto afirmou que o ex-secretário da Educação na gestão de Rui Costa (PT), Jerônimo Rodrigues, usa o ex-presidente Lula (PT) como ‘bengala’ – em uma estratégia de nacionalizar o pleito estadual.

Ainda em meio a críticas ao adversário, Rui Costa deu razão ao bolsonarista João Roma (PL), terceiro lugar nas pesquisas de intenções de voto. “Justiça seja feita, esse (Roma) pelo menos tem coragem de assumir que sempre teve aliança (com Bolsonaro). Os outros vestem pele de cordeiro, ocupam os cargos, se reuniam com Bolsonaro, e se escondem”, alfinetou.

Rui aproveitou para comemorar o crescimento de Jerônimo na nova pesquisa do Instituto Paraná, divulgada nesta segunda-feira (25).”Quando o povo vai descobrindo ao passar dos dias, o povo vai tornando realidade o que a pesquisa já diz: quando associamos o nome Jerônimo (ao de Lula) ele já está na frente”, concluiu.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.