Publicado em 19/08/2022 às 22h00.

Zambelli: ‘Se o Judiciário deu golpe ao soltar Lula, por que não pode dar na urna?’

Deputada federal disse ainda que "o maior golpe é Lula ser candidato"

Redação
Foto: Paulo Sérgio/Câmara dos Deputados
Foto: Paulo Sérgio/Câmara dos Deputados

 

A deputada Carla Zambelli (PL-SP), uma das porta-vozes do discurso contra a urna eletrônica, afirmou em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, que “o maior golpe é Lula ser candidato” e que “é o não poder desconfiar que nos leva à desconfiança”.

“O maior golpe já aconteceu, que é Lula ser candidato. Se eles deram um golpe desse, descondenando o Lula, por que não pode dar golpe na urna eletrônica?”, questiona.

Segundo ela, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) cerceiam o direito de expressar desconfiança nas urnas e defendeu a forma do presidente Jair Bolsonaro se expressar contra as urnas. Segundo ela, “Bolsonaro tem que apresentar ações de governo, mas também é do jogo ele falar das desconfianças dele”.

Tida como uma fiel aliada de Bolsonaro, ela se encontrou com o hacker Walter Delgatti, que revelou as mensagens do ex-juiz Sergio Moro (União Brasil) num processo que culminou com o Supremo declarando sua parcialidade nas ações contra o ex-presidente Lula (PT).

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.