Publicado em 10/05/2018 às 14h43.

PTC também bate pé e diz que não topa chapão defendido por ACM Neto

Mais um partido menor descarta integrar composição com legendas maiores na disputa por vagas na Assembleia e Câmara dos Deputados

Rodrigo Aguiar
ricardo grey ptc facebook
Foto: Reprodução / Facebook

 

Mais um partido menor bateu pé e diz que não vai integrar o chapão defendido pelo prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), para a proporcional.

O PTC deve apoiar o pré-candidato ao governo José Ronaldo (DEM), mas se recusa a integrar a composição com legendas maiores na disputa por vagas na Assembleia Legislativa e na Câmara dos Deputados, afirmou o vice-presidente da legenda no estado, Ricardo Grey.

“O PTC também não irá participar desse chapão, até porque seria um suicídio eleitoral nosso”, declarou o dirigente partidário ao bahia.ba.

Em 2014, o PTC integrou a chapinha com PPS, PSDC, PV, PRP e PTdoB. Para Grey, esta configuração, com menos partidos na chapa, serve “para que as minorias tenham acesso ao parlamento”. “Os partidos grandes querem a todo custo ficar com todas as vagas. O poderio econômico é maior, o número de mandatos também”, se queixou.

“Em 2014, o PTC elegeu um deputado federal, Uldurico Júnior, por causa dessa estratégia”, exemplificou Grey.

O vice-presidente do PTC disse haver até mesmo chances da sigla sair sozinha na disputa proporcional. “Acreditamos que podemos fazer um federal e dois estaduais se optarmos por sair sozinhos”, apostou. Já informaram que não vão fazer parte do chapão os presidentes do PHS, PPS e PSDC.

PUBLICIDADE