Publicado em 28/10/2018 às 20h24. Atualizado em 28/10/2018 às 21h30.

Jovem é agredida por policial militar no Rio Vermelho; assista

Confusão aconteceu na noite deste domingo (28), no Largo de Dinha

Redação
Foto: leitor do bahia.ba
Foto: leitor do bahia.ba

 

Uma jovem ficou ferida por policiais militares durante uma confusão no Largo de Santana, conhecido como Largo de Dinha, no Rio Vermelho, na noite deste domingo (28). Tiros foram disparados para cima por policiais.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra que ela é agredida por policiais militares e cai no chão.

Conforme nota da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), a confusão teria começado após um confronto entre militantes de partidos rivais.

“O policiamento foi reforçado, na região, e uma mulher acabou ferida”, diz o comunicado.

Segundo a SSP-BA, alguns carros que comemoravam o resultado da eleição de Jair Bolsonaro (PSL) passaram no local e alguns objetos foram atirados contra os veículos. Os PMs teriam agido rápido, para evitar brigas generalizadas.

Ainda segundo a nota, os militares foram agredidos e usaram força proporcional. A mulher ferida, que ainda não identificada, foi detida.

A secretaria afirma ainda que, durante a condução da militante até a viatura, foi dado um disparo de arma de fogo para cima, a fim de dispersar o grupo que ameaçava liberar a mulher.

Confusão – De acordo com informações do Correio, a jovem agredida se chama Janaína Barata  e tem 24 anos Tainá Barata.

Testemunhas relataram que a jovem disse ter sido agredida por volta das 19h30 quando a irmã dela, Tainá Barata, 20, tentava evitar uma discussão entre eleitores de Fernando Haddad (PT) e apoiadores do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).

“Quando vi, Janaína estava discutindo com a polícia. Peguei ela, puxando pra ela parar de discutir. Aí agrediram ela com um cassetete”, contou Tainá ao Correio.

PUBLICIDADE