Publicado em 25/10/2018 às 21h40.

Temporada de cruzeiros marítimos injetará mais de R$ 2 bi na economia

Período da alta estação 2017/2018 tem sete navios no litoral do Brasil

Redação
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

 

A temporada 2018/2019 de cruzeiros marítimos terá impacto na economia brasileira acima de R$ 2 bilhões, considerando 15% de aumento no total de viajantes embarcados, em relação à temporada anterior de 2017/2018, disse hoje (25) à Agência Brasil o presidente da Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (Clia Brasil), Marco Ferraz.

Na temporada 2017/2018, foram injetados na economia mais de R$ 1,792 bilhão, resultado11,5% superior ao do período 2016/2017, o que significa um aumento de R$ 185 milhões.

A temporada de cabotagem 2018/2019, em que os navios ficam só na costa da Argentina, Brasil e Uruguai, totaliza sete embarcações, igual número da temporada passada. Marco Ferraz destacou, porém, que os navios vão ficar mais tempo na costa brasileira.

O primeiro transatlântico tem chegada ao porto do Rio de Janeiro prevista para o dia 19 de novembro próximo, e o último sairá no dia 14 de abril de 2019. “Com isso, a gente aumentou em 15% a oferta de leitos”. Para os 133 roteiros ofertados, o total de camas a serem vendidas alcança 500 mil.

Deverão ser embarcados 470 mil viajantes, contra 418 mil na temporada anterior. “A estratégia de ficar mais na temporada e com mais roteiros acabou equivalendo, como se tivesse um navio a mais”, apostou Ferraz. A média por navio é de 60 mil viajantes embarcados.